Revista Giz

03 Mai 2017 - Jul 2017

Água Viva

Projeto de Arthur Casas na Fazenda Boa Vista concilia mata nativa com luz solar abundante

A casa de veraneio de dois pavimentos abrigados em 990 m² de área interna em terreno de 3.268 m² tem assinatura do starchitect Arthur Casas

  • Por:Cynthia Garcia
  • Fotos:Fernando Guerra
  • 12 julho 2017

giz-03-arthur-casa-MS-1

A casa de veraneio de dois pavimentos abrigados em 990 m² de área interna em terreno de 3.268 m² concilia a vista sul do bosque nativo e do campo de golfe com a luz abundante ao norte. Para hidratar o clima seco, natural da região, e refrescar as áreas comuns, foi projetado um pequeno lago artificial com espécies de plantas e peixes que mantêm a água limpa. A superfície desse espelho de H2O se confunde com a piscina, cavada em sua parte central.

giz-03-arthur-casa-MS-2

Para hidratar o clima seco, natural da região, e refrescar as áreas comuns, foi projetado um pequeno lago artificial com espécies de plantas e peixes que mantêm a água limpa

No interior, o ponto alto da arquitetura é a escada que conduz ao piso superior, onde situa-se o apartamento dos proprietários. Sua forma escultórica com os degraus engastados na parede fica sob o grande teto de vidro que transforma o átrio em pátio interno. No décor, a maioria das peças é assinada por nomes estelares do design norte-americano, como Paul Evans e Warren Platner, ambos já falecidos, a contemporâneos como Richard Schultz e Michael Coffey.

Ficha técnica
Arquitetura: Studio Arthur Casas
Autor: Arthur Casas
Coautores: Alexandra Kayat, Renata Adoni, Regiane Khristian e Fernanda Müller
Colaboradores: Oficina Coletiva
arthurcasas.com