Basf renova CasaE com experiência digital e sensorial

Além de um espaço em que podem tocar, sentir e perceber soluções, agora os visitantes contam com uma assistente cognitiva que os guia em tour pelos ambientes

  • 14 dezembro 2017

Foto-João-Athaíde-CasaE-fachada-3

Na Zona Sul de São Paulo, a Basf — empresa atuante nas áreas de Químicos, Produtos de Performance, Materiais e Soluções Funcionais, Soluções para Agricultura e Petróleo e Gás — mantém a CasaE, uma casa de ecoeficiência de 400 m² instalada para promover uma experiência diferente e inspiradora por meio de soluções inovadoras e sustentáveis propostas pela marca.

Inaugurado em 2013, o primeiro projeto do tipo feito pela Basf no Brasil, reúne soluções inovadoras desenvolvidas pelo selo e por cerca de 30 parceiros, com foco em três pilares: conforto térmico e acústico; redução do consumo de água e energia; e aumento na produtividade e durabilidade das construções.

Foto-João-Athaíde-detalhe-Redimax

A CasaE reúne materiais construtivos que promovem isolamento térmico, hiperplastificantes para concreto que reduzem o uso de água em até 40%, pigmentos frios que refletem o calor do sol, tintas para fachada que repelem a sujeira, pisos drenantes que permitem o reaproveitamento da água, pisos de alto desempenho que dispensam manutenção frequente e soluções para conforto acústico que absorvem até 90% do ruído.

A novidade, agora, são as tecnologias de interação digital. Além de um espaço sensorial para aguçar os cinco sentidos dos visitantes, que poderá ver, tocar, sentir e perceber diversas soluções, o desenho ganhou uma exclusiva assistente cognitiva, a Beca (Basf Ecoeficiency Cognitive Ability) – pioneira numa casa conceito dedicada à construção, foi implementada pela Extreme Digital Solutions (EDS) com base na tecnologia Watson da IBM, uma plataforma de inteligência artificial combinada com software analítico sofisticado. Por isto, as pessoas podem percorrer os espaços de forma autônoma e interativa, visualizando o mapa e as informações via smartphones pelo recurso de navigation indoor do aplicativo CasaE Xperience, criado pelo Samsung Instituto de Desenvolvimento para a Informática (SIDI). Nele, Beca guia os visitantes no tour pela casa, já que, por meio de sensores nos ambientes, a residência é totalmente digital e conta com um sistema cognitivo capaz de receber perguntas, identificar intenções, processar a informação e responder em linguagem natural às dúvidas dos usuários.

Foto-João-Athaíde-CasaE-superior-3

Como parte do percurso, cards acionam vídeos e explicações didáticas em tecnologias 3D e Realidade Aumentada, desenvolvidos pela Telefônica Educação Digital, o que permite aos visitantes interagir diretamente com o ambiente para saber o funcionamento dos produtos ou a atuação das moléculas e formulações da BASF na prática. São os óculos de realidade virtual Samsung Gear VR que controlam o passeio virtual pelos cômodos, recurso este que também permitirá a visitação ser levada virtualmente para outros locais.

Basf
basf.com