Nino Cais ganha mostra individual na Casa Triângulo em Sampa

Além das intervenções, o artista apresenta uma série de delicados desenhos feitos em grafite e tingidos por densas manchas de tinta a óleo preta

  • 3 abril 2017

giz-nino-cais-foto-divulgacao-01
O artista plástico Nino Cais ganha a sua primeira mostra individual na Casa Triângulo, em São Paulo, com a expo  “Ópera do Vento”
que aborda o caráter imaterial da obra de arte. Composta de 30 desenhos, 35 intervenções feitas em páginas de livros, 5 objetos e um video instalação com 85 partituras. Reconhecido pela multidisciplinaridade de sua pesquisa, ele utiliza como suporte de sua arte a fotografia, as colagens que abusam de padrões decorativos e objetos de uso cotidiano e utilitários que são ressignificados dentro de suas proposições artísticas.

giz-nino-cais-foto-divulgacao-03

Para a mostra, o artista apresenta livros iconográficos, que agrupam retratos, paisagens e imagens do cinema e provocam em suas páginas inserções com cortes, rasgos e cores. Também faz parte da compilação desenhos de ferramentas feitos à grafite que são tingidos por manchas densas de tinta à óleo pretas. Um vídeo apresenta esculturas recortadas que atravessam uma paisagem como se criassem uma linha do tempo sem começo, meio e fim.

giz-nino-cais-foto-divulgacao-05

Objetos de diversas finalidades são unidos e resultam em junções imprevistas: camisas masculinas brancas de algodão ganham pratos encaixados nos braços. A estranheza inicial dá lugar a uma sensação de repouso, como se guardasse um sentido transcendente ou sagrado, tal qual o tecido branco que envolve objetos da liturgia da igreja católica – uma memória da infância do artista já explorada em outras peças. Os objetos também comentam o corpo como matriz de tudo que existe no mundo, um corpo-molde de onde nasce tudo. A mostra propõe reflexão sobre a fluidez entre o acaso e o planejado e a valorização de uma construção processual. Como faz parte do processo do artista flertar com outras áreas, tais quais, a literatura, a moda e as artes dramáticas, desta vez ele convidou a escritora Maria Ribeiro para dialogar com o seu trabalho através de um texto que ora será de ficcão e outra ora crítico. Fica em cartaz de 05 de abril a 13 de maio de 2017.

Casa Triângulo 
Rua Estados Unidos, 1.324,  São Paulo,
T (11) 3167 5621.
casatriangulo.com