Doob Arquitetura reflete em apartamento novo estilo de vida do casal morador

Beatriz Ottaiano e Daniele Okuhara tiveram como desafio a readequação de um casal de moradores em um espaço menor, que traria também mais praticidade às funções dia a dia

  • 12 setembro 2017

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-11

Após a saída das duas filhas de casa, o ninho do casal de executivo e designer gráfica ficou vazio e grande demais para apenas dois pombinhos – e a nova menina, uma Golden Retriever. Decidiram, então, se mudar para a Vila Nova Conceição, em São Paulo, em um imóvel comprado na planta com metragem menor em relação ao apartamento anterior. Convocaram, para isto, o pessoal do Doob Arquitetura para uma repaginação dos interiores que incluísse o gerenciamento da execução, a prospecção de fornecedores e administração durante a obra.

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-3

Segundo Beatriz Ottaiano e Daniele Okuhara – que, por sinal, é uma das filhas do casal –, os moradores queriam descomplicar a vida. “Buscavam um imóvel que fosse prático para os dois no dia a dia, mas onde a família pudesse se reunir nos momentos de lazer. Queriam priorizar os espaços de convivência, com uma área social que fosse o mais integrada possível”, conta a dupla.

Para uma casa mais funcional, as arquitetas passaram a analisar a fundo como seria a vida dos moradores a partir dali: o que deveria mudar, como seria o novo estilo de vida, e os benefícios de agora estarem em um bairro com serviços acessíveis a pé. “O processo foi prazeroso e muitas vezes intuitivo. Por ser filha do casal, Daniele conhecia muito bem os seus hábitos e os seus gostos”, dizem.

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-16

Decendentes de japoneses, sabia-se que a base do projeto seria neutra, com uma estética mais minimalista. “Mas a brasilidade viria dosada na decoração”, explicam Beatriz e Daniele, o que levou as cores para os móveis, para as artes e para a vegetação.  “Por isso, eles queriam um lugar especial para as obras de arte construtivistas que colecionavam. Tinham um acervo razoável de telas e gravuras que queriam colocar nas paredes e valorizá-las. Cada cantinho da casa conta com uma seleção de quadros.” Os grafismos e os blocos de cor da Arte Concretista Brasileira em contrapartida à base mais neutra que trabalha a textura de diferentes materiais como madeira, linho, couro e palha são destaque do projeto, inclusive.

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-9

O imóvel ainda em construção permitiu a mais fácil adequação dos ambientes devido à facilidade das obras. “Demolimos e realocamos muitas paredes: retiramos a existente entre varanda e sala e nivelamos o piso entre estes ambientes, criando um grande espaço de convivência”, explicam. “Extinguimos o dormitório de serviço e o dividimos entre o nicho da geladeira da cozinha, nicho para ar condicionado e bar ao lado da sala de jantar. O que restou transformamos em uma despensa”, contam, com a ideia de dar utilidade a um ambiente que seria inutilizado. A entrada do lavabo, antes virada para o living, com pouca privacidade, foi voltada para o corredor de circulação dos quartos. “Matamos um banheiro e um dormitório para transformá-los no closet do casal. Assim, eles não precisariam abrir mão de muito do seu acervo de objetos, roupas e itens que acumularam ao longo da vida.” Foi preservada a segunda suíte para eventuais hóspedes, propensos a ser a mãe do morador ou o neto do casal.

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-13

As únicas peças reaproveitadas da casa antiga foram as poltronas de cabeceira da sala de jantar e as poltronas Eames, que ganharam uma nova roupagem. A marcenaria, desenhada pelo escritório, foi pensada sob medida para cada ambiente, com muitas soluções integradas à arquitetura como, por exemplo, a porta basculante que esconde um ar condicionado; o pórtico de madeira que reveste a viga que antes dividia a sala da varanda; o painel e o rack de madeira nogueira; e as portas de espelho do hall de entrada que escondem o shaft de tubulações do prédio.

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-12

Em resposta a outro pedido, as profissionais levaram a natureza para dentro da casa – lembrança e saudosismo do grande jardim existente na residência anterior – por meio de uma pequena fonte de água e um jardim vertical em uma parede próxima à sala de jantar. “Retiramos a churrasqueira para criar a fonte com o jardim vertical, um canto zen onde o morador pudesse meditar todas as manhãs.”  O piso de Limestone Bateig Blue também foi um pré-requisito.

giz-doob-arquitetura-apto-vila-nova-conceicao-18

O trabalho foi finalizado depois de seis meses (dois e meio de projeto e três e meio de obra), logo após o aniversário de 60 anos da moradora, que pode comemorar ali esta nova etapa da vida.

Doob Arquitetura
R. Turiassú, 591, Cj. 102, Perdizes, São Paulo. T (11) 2528 2258. doobarquitetura.com