De onde viemos, para onde vamos: anel-sementeira Vaso Berço, por Estúdio Mameluca

Coleção de Nuno FS e Ale Clark tem o intuito de fazer uma reflexão sobre como os seres vivos que habitam o planeta se utilizam da terra

  • 28 setembro 2017

giz-mameluca-ale-clark-1

Em homenagem ao planeta Terra, chamado pelos nossos antepassados de “SY” — que, no Tupi antigo, significa “semente/mãe/origem” –, nasce a mais nova coleção de anéis do Estúdio Mameluca. A intenção de Nuno FS e Ale Clark ao criar o anel-sementeira Vaso Berço é fazer as pessoas a participarem a germinação de um ser vivo acompanhando passo a passo seu processo embrionário.

giz-mameluca-ale-clark-3

As peças dessa coleção fazem uma imersão no mundo materno e propõe às pessoas refletirem e sentirem que fazem parte desse ‘SY’, um recinto menos individualista e mais afetivo de zelo com o que há no entorno. “Nossa coleção tem o intuito de fazer uma reflexão sobre como os seres vivos que habitam o planeta se utilizam da terra, a começar pelas plantas, que a utilizam como um útero. Em primeira instância, encontra-se o vazio, o buraco negro do desconhecido. As sementes são depositadas nesse útero para serem germinadas com o amor acolhedor de uma ‘mãe’. Depois de nascidas, acompanhamos seu crescimento embaladas pelo vento como um canto de ninar”, comenta a dupla.

giz-mameluca-ale-clark-2

Estúdio Mameluca
mameluca.com.br