ArteDesign

Triennale de Design tem programação que soma à semana artística de Milão

Durante os dias do Salone del Mobile, Museu de Design da Triennale di Milano, localizada no Palazzo dell’Arte, conta com eventos culturais e educativos

  • 6 abril 2017

Durante a semana em que acontece o Salone del Mobile.Milano, que vai de 4 a 9 de abril, o Museu de Design da Triennale de Milão, localizada no Palazzo dell’Arte, colabora para a efervescência artística da cidade com uma programação com  17 exposições, encontros diários, atividades e música.

giz-trienalle-milao-01

Uma nova história do design italiano, “Giro Giro Tondo – Design for Children” também estreia este mês no espaço para se dedicar ao mundo das crianças e ao design e à arquitetura criados para elas. Isso inclui os jogos e as imagens que as maravilharam e as informaram, os lugares pelos quais elas deram seus primeiros passos, e os objetos que usaram para descobrir o mundo.

giz-trienalle-milao-02

O pátio de abertura, sob a direção de arte de Stefano Giovannoni, caminha por sugestões visuais, auditivas e sensoriais que acompanham e guiam o visitante pelas seções temáticas Mobília (com curadoria de Maria Paola Maino); Jogos (por Luca Fois e Renato Ocone); Arquiteturas (Fulvio Irace); Sinais (Pietro Corraini); Animação (Maurizio Nichetti) e Ferramentas (Francesca Balena Arista).

giz-trienalle-milao-03

Inclusas nestas seções há também áreas direcionadas às principais figuras na história do design e da educação, dentre as quais a de Bruno Munari (com curadoria de Alberto Munari) e Riccardo Dalisi, por (Francesca Picchi em colaboração com Studio Dalisi); uma em educação e professores (curada por Monica Guerra e Franca Zuccoli); e uma no imaginário da narrativa,  em Pinocchio (por Enrico Ercole).

giz-trienalle-milao-04

Construído entre 1931 e 1933 a partir de um projeto de Giovanni Muzio, o Palazzo dell’Arte é casa para diversas exposições que enaltecem a produção artística contemporânea da Itália, sendo esta grande feira reconhecida pelo Bureau of International Expositions. A primeira exposição internacional de artes decorativas surgiu em 1923 com uma periodicidade bienal no parque Villa Reale, de Monza, com o objetivo de estimular a relação entre indústria, arte e sociedade. A Itália pós-guerra olha para a Indústria mirando em uma oportunidade de prosperidade renovada, e para o design criativo como um elemento unificador de suas produções. Desde o começo, o evento é direcionado a uma ideia congregadora de todas as formas de arte e de expressão criativa, estritamente linkadas à evolução e ao desenvolvimento econômico.

giz-trienalle-milao-05

Em 1933, A Triennale di Milano ganha vida no novo Palazzo dell’Arte. A exibição de Monza muda passa a acontecer a cada três anos, se muda para Milão e se torna uma entidade legalmente independente liderada por personalidades como Gio Ponti e Mario Sironi. Uma construção prestigiosa, modular e flexível, e especificamente concebida para abrigar grandes exposições e atividades museísticas. O prédio é uma das expressões mais significativas da arquitetura racionalista, marcada pela nitidez das linhas e pelo balanço dos volumes. São 12 mil m³ de ambientes para exposição e áreas dedicadas ao público no coração de Milão.

giz-trienalle-milao-06

O desejo por afirmar a unidade entre artes se manifestou já na 5ª Triennale, de 1933, com o mural de pinturas de artistas como De Chirico, Sironi, Campigle e Carrà.

Triennale di Milano
triennale.org