Revista Giz

01 Out 2016 - Dez 2016

#1 | Edição de Estreia

A beleza que se diz

Arquitetura, arte, moda e corpo se complementam no pequeno hiato que separa seus espaços de ocupação, questionando os arquétipos de beleza comuns entre si. GIZ traça uma ponte entre eles

Galeria Leme

Galeria Leme, galerialeme.com
Cadeira Bowl, design Lina Bo Bardi, Dpot, dpot.com.br

“A beleza aqui é como se a gente a bebesse, em copo, taça, longos, preciosos goles, servida por Deus. É de pensar que também há um direito à beleza, que dar beleza a quem tem fome de beleza é também um dever cristão.” O trecho é de Grande Sertão: Veredas, obra-prima sexagenária de Guimarães Rosa (1908-1967) e é dele que deriva o conceito central deste editorial: a beleza como necessidade. O belo é um adjetivo que costuma indicar algo que nos agrada e cada cultura e cada época reconhece ou elege coisas que se mostram agradáveis à contemplação independentemente da possibilidade de a desejarmos. E aqui, o que as imagens nos oferecem é a contemplação.

Galeria Vermelho

Galeria Vermelho, galeriavermelho.com.br
Vestido Fatima Scofield, fatimascofield.com.br
Poltrona Vermelha, design Irmãos Campana, campanas.com.br

Vestido Fatima Scofield, fatimascofield.com.br

E se é outro escritor, Valter Hugo Mãe, quem nos explica que “só existe a beleza que se diz”, a escolha das galerias de arte e seus projetos arquitetônicos, dos objetos, das roupas, acessórios e do make de Isabela Zoz organizam-se por juízos específicos, sem com isso pretender fazer desses os únicos, mas somente evidenciar aqueles que orientaram as nossas escolhas.

Galeria Nara Roesler

Instalação Lux do coletivo portenho Provisório-Permanente na Galeria Nara Roesler, nararoesler.com.br
Par de Cadeiras 3D, design Luciana Martins e Gerson de Oliveira para ,Ovo, ovo.art.br

Galeria Nara Roesler, nararoesler.com.br
Vestido Fernanda Yamamoto, fernandayamamoto.com.br
Cadeira 3 pés Joaquim Tenreiro, da Legado Arte, legadoarte.com.br
Sandálias Arezzo, arezzo.com.br

Algumas das galerias mais expressivas do circuito paulistano, templos contemporâneos onde habita boa arte, tem como autores Paulo Mendes da Rocha em companhia do Metro Arquitetos na Galeria Leme; novamente Mendes da Rocha divide com José Armênio de Brito Cruz na Galeria Vermelho; e é o escritório Metrópole Arquitetos o responsável pela reforma da Galeria Nara Roesler. Todas compartilham de um tipo de beleza que é a matemática das proporções: relações que regulam as suas dimensões, os intervalos premeditados entre suas aberturas, volumes, a relação entre suas várias partes sempre regulares, das mãos de arquitetos que conferem ritmo e harmonia às suas obras à maneira de um músico às suas composições.

Galeria Leme

Obras da série Teste de Cores do artista plástico Mauro Piva, Galeria Leme, galerialeme.com
Macacão Vitor Zerbinato, vitorzerbinato.com.br

E este mesmo critério está presente tanto nos desenhos dos estilistas Reinaldo Lourenço, Gloria Coelho, Fernanda Yamamoto e Fátima Scofield, como nos objetos que ocupam as cenas, da poltrona Bowl de Lina Bo Bardi à cadeira 3D de Luciana Martins e Gerson de Oliveira. São as formas que revelam sua estrutura, todas organizadas pelo encontro rigorosamente planejado entre as partes. No chapéu e máscara de Davi Ramos há, ainda, uma razão formal acompanhada de um desejo de dela libertar-se, o que nos leva a uma expressão do inconsciente e do sonho, próprias da estética surrealista.

Série Teste de Cores do artista plástico Mauro Piva, Galeria Leme, galerialeme.com
Chaise de aço PMR, design Paulo Mendes da Rocha, Futon Company, futon-company.com.br


Sandálias Arezzo, arezzo.com.br
Luminária Cactus, Ana Neute, ananeute.com

Se as imagens nos convidam à contemplação, o mesmo fazemos ao adentrar esses espaços da arte. Lá está a imagem feminina a ser contemplada tal e qual as divindades da Antiguidade: a imagem de uma mulher dona de poder, de seu templo, do seu corpo e de seu destino. “Só existe beleza se existir interlocutor”, sentenciou Hugo Mãe, em sua interpretação mais academicista do dito popular: “A beleza está nos olhos de quem vê”. Abra os seus.

Conteúdos Relacionados