O arquiteto vietnamita Hung Nguyen projeta pavilhão verde fincado no terraço de uma casa

Projeto do arquiteto vietnamita Hung Nguyen em Hanoi, capital do Vietnã e uma das cidades mais poluídas do mundo, cria pavilhão de plantas fincado no terraço de uma casa para purificar o ar e criar uma relação humano e natureza

  • 12 junho 2017

Viver em uma das cidades mais poluídas do mundo inspirou o arquiteto vietnamita Hung Nguyen a criar o chamado “Pavilhão das Origens” em Hanoi, capital do Vietnã. O espaço abriga plantas ornamentais que, pretendem trazer ar limpo através da purificação das toxinas emitidas diariamente, tanto pelo alto volume de tráfego de veículos e quanto pela grande presença de atividades industriais na cidade.

giz-pavilhao-verde-01

O pavilhão foi implantado no terraço de uma casa de três andares e é composto por diversos cubos que suspendem plantar distribuídas estrategicamente para poder purificar todos os cantos do pavilhão. Com alturas variadas, os vasos dividem espaço com estruturas metálicas e redes para descanso projetadas para criar uma relação harmoniosa entre humano, natureza e espaço.

giz-pavilhao-verde-02

O arquiteto possibilita com uma grande variedade de plantas para construir um espaço mais natural possível. A estrutura metálica, bem como as telas e as pedras do chão, refletem a luz em múltiplas direções, enquanto o policarbonato translúcido da cobertura reduz a radiação solar.

giz-pavilhao-verde-03

As plantas são espalhadas do chão ao teto em vasos presos a estrutura metálica que vão subindo ao longo da estrutura, agindo como um elo para promover a interação e conexão entre humanos e natureza.
giz-pavilhao-verde-04

Conteúdos Relacionados