Nem só de castelos vive o sul da Alemanha: confira belezas arquitetônicas e naturais desse roteiro cheio de charme

A nossa editora Ana Paula de Assis revela as belezas arquitetônicas e naturais do roteiro cheio de charme por cidades medievais ao Sul da Alemanha

  • Por:Ana Paula de Assis
  • 27 dezembro 2016
giz-alemanha-foto-divulgacao-04

Registro das casas enxaimel da cidade Bietigheim-Bissingen & Besigheim

Após a segunda guerra Mundial, de 1945, uma das formas encontradas para arrecadar divisas para a reconstrução da alemanha foi um pesadíssimo investimento em turismo. O assunto é levado tão a sério por àquelas bandas que ele está diretamente subordinado ao ministério da economia. Uma maneira pensada para organizar o setor foi fracionar o país em rotas turísticas. Para se ter uma ideia, há mais de 150 trajetórias diferentes, cada uma abrangendo um aspecto específico das diferentes regiões alemãs. Os amantes da culinária podem explorar especialidades gourmands como cervejas, queijos, vinhos ou aspargos. Se você é um aficionado por carros pode se jogar no circuito que inclui visitas a museus de marcas  renomadas  tais quais Porsche, Mercedes-Benz, Audi, BMW, entre outros pesos pesados da indústria automobilística.

A tonalidade do lago Blaustopf, em Blaubeuren, é de roubar o fôlego

A tonalidade do lago Blautopf, em Blaubeuren, é de roubar o fôlego

Caso seja uma viagem com crianças, vale a pena desbravar o mundo mágico das fadas e príncipes, de Branca de neve a chapeuzinho Vermelho, contos consagrados pelos irmãos Grimm. GIZ explorou um pequeno roteiro –já que o trajeto completo inclui três mil quilômetros e mais de cem cidades ou vilarejos – por lugares como Bietigheim- Bissingen, Besingheim, Schorndorf, Esslingen, Blaubeuren, Biberach, Pfullendorf e Meersburg que aborda a arquitetura de enxaimel com seus mais de sete séculos de história. As edificações de técnicas construtivas artesanais levam paredes estruturadas com vigas de madeiras entrelaçadas entre si – sem uso de pregos e parafusos – em posições horizontais, verticais ou inclinadas cujos espaços são preenchidos de pedras ou tijolos e telhados de grandes inclinações que dão originalidade às moradas. Além da estética das casas com suas fachadas plásticas entalhadas de madeira, dos muitos castelos e igrejas medievais, os visitantes ainda podem desfrutar das belezas naturais do circuito. Uma boa pedida, que serve como exemplo, é a imperdível Blautopf – uma lagoa de tonalidade que vai do turquesa ao esmeralda, com 21 metros de profundidade e ladeada por cavernas que se formaram ali há mais de 35 mil anos. O lugar é simplesmente de tirar o fôlego de tão inspirador.

Vista do Lago Constance, na cidade de Meesburg, Alemanha

Vista do Lago Constance, na cidade de Meesburg, Alemanha

Para o grand finale da trip vale uma visita ao Lago Constance, fragmentado em três porções que fazem fronteira também entre a Áustria e a Suíça. É do porto da idílica Meersburg que partem embarcações para passeios que tiram partido do visual do entorno. É possível desvendar os segredos da região e fazer um pit stop em casinhas com suas bucólicas floreiras, que foram transformadas em deliciosos cafés e restaurantes. Ou quem sabe até mesmo degustar um honesto vinho produzido nas várias vinícolas da região. Sem sombra de dúvidas, o destino de charme perfeito para amantes de arquitetura, artes, história e cultura – sem limites.

Germany Travel
R. Verbo Divino, 1488, 3º andar, São Paulo  T. (11) 5187 5168. germany.travel

Lufthansa
lufthansa.com