Novo produto do Rio Quente Resorts procura fazer hóspedes se sentirem em seu próprio lar

Projeto “InCasa”, o mais recente empreendimento do Grupo, consiste em 40 casas dentro do complexo disponíveis por meio do sistema de venda de frações

  • 11 setembro 2017

rio-quente_05

Localizado na cidade de Rio Quente, 176km distante de Goiânia, capital de Goiás, o Rio Quente Resorts vem se consolidando há mais de 50 anos como um grande complexo de hotelaria e entretenimento famoso por suas piscinas de água naturalmente quentes. Próximo aos hotéis (Pousada, Turismo e Cristal do lado de dentro e Suíte & Flat I e II fora) que integram a área e compartilham do Parque das Fontes – onde é possível brincar com a família e beber um drinque até de madrugada –, fazem parte do conjunto também o Eco Park, de aventuras, e o Hot Park, parque aquático com águas igualmente aquecidas que engloba a Praia do Cerrado, com piscina de ondas, e outro grande número de atrações como toboáguas, Bird Land e mergulho. A rota de lazer, mais reconhecida especialmente pelo Hotel Pousada, primeiro a ser implantado, em 1964, é bastante comum nas lembranças de famílias brasileiras que, fugindo do litoral sempre cheio em férias escolares e feriados prolongados, procuravam um local agradável com programação para todos os membros de idades variadas. Exatamente pelo simbolismo que carrega na memória afetiva dos hóspedes, que não raro repetem o destino anualmente e, cada vez mais, se sentem como donos daquele ponto, o Grupo Rio Quente decidiu colocar naquele mesmo espaço o “InCasa Residence Club”, que consiste em casas de dois a quatro dormitórios para até 12 pessoas.

rio-quente_17

O novo produto da marca visa também àqueles que vêm desistindo de possuir segundas casas – no litoral ou no campo – devido aos altos custos de manutenção e por permanecerem fechadas boa parte do ano pela vontade de variar o passeio ou pela falta de tempo dos proprietários. As 40 casas de até 300 m² do “InCasa Residence Club”, do braço de negócios “Vacation Owndership”, que serão construídas logo atrás do Hotel Cristal, com vista para a Serra de Caldas, contarão com atendimento, serviços e soluções exclusivas de um resort, além de uma ampla estrutura própria de lazer. O Club House, composto por bar, restaurante, lounges, fitness center, cabanas, piscinas privativas e várias outras amenidades, garantirá conforto e exclusividade aos membros. Fora toda a estrutura do Complexo disponível aos clientes.

rio-quente_13

Os empreendimentos serão disponibilizados aos interessados pelo programa “The Registry Collection”, da agência de intercâmbio de férias RCI, no modo de venda fractional: a partir de R$280 mil é possível adquirir a partir de duas semanas anuais de um modelo de casa (2, 3 ou 4 dormitórios) durante 40 anos. Assim, cada casa pode ter até 25 donos. A prioridade de seleção de semanas de estada varia em ordem e anualmente, o que faz com que se equilibre o interesse pelas altas temporadas e semanas temáticas.

rio-quente_03

Segundo o arquiteto responsável Carlos Eduardo Duarte, o projeto das residências se sustenta sobre três palavras-chave: exclusividade, paisagem e integração. O desenho da planta se deu a partir de uma divisão espacial integrada no estar e que se abre à área externa. Os elementos estéticos buscam incorporar nos acabamentos e revestimentos características de casas coloniais goianas, do cerrado e da Serra circundante — como os brises de bambu, de privacidade e controle de luz, que fazem uma releitura de muxarabis; e madeira, concreto aparente e pedras, que aludem à Serra e excedem o limite da casa. Até mesmo o mobiliário apresenta reentrâncias e dobras típicas do bioma local.

rio-quente_14

As unidades foram posicionadas no sentido das curvas de nível do terreno. Isso não apenas facilita a sustentação do solo, acentuada pela presença de árvores — que também barram a poeira do vento –, como confere privacidade às residências. Está previsto, ainda, um retrofit a cada sete anos para atualizar e implementar as moradias.

Como o sistema de vendas integra o catálogo de luxo da RCI, o de mais alto posto, os donos das casas podem trocar suas semanas no “InCasa” por qualquer outro empreendimento vinculado à agência (são mais de 4 mil) mediante pagamento de uma pequena taxa de intercâmbio. Caso a opção selecionada seja inferior, a diferença se converte em créditos que podem ser utilizados em outras acomodações, situações e destinos.

rio-quente_21

O novo empreendimento faz parte do portfólio de projetos que compõem o Plano Estratégico do Grupo Rio Quente, reformulado em 2012, com a introdução da nova visão da empresa. O “InCasa Residence Club” é um dos projetos do roadmap de expansão do Grupo para atender sua meta de dobrar de valor até 2020. O trabalho de vendas se encontra agora em sua segunda fase de implementação. Para Edson Cândido, gerente geral de Experiência Vacation Ownership do Grupo Rio Quente, esta etapa tem como foco apresentar a marca para o mercado. “No ano passado, mesmo com a instabilidade econômica e política do País, grandes marcas aterrissaram no Brasil, um país que tem 64 milhões de habitantes entre as classes A e B, concentrados principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Especialistas apontam que, cada vez mais, esse consumidor está trocando a compra de objetos exclusivos por experiências e sensações únicas. E é exatamente isso que queremos oferecer a partir de 2021”, complementa.

Rio Quente Resorts
Esplanada do Rio Quente, Goiás. rioquenteresorts.com.br